• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Suspeito de matar a esposa em Paulínia enviou mensagem pedindo perdão aos filhos após o crime


Irmão de Francine afirma que ela vinha sido ameaçada e era agredida porque queria se separar. Fábio fugiu e está sendo procurado. Mulher é encontrada morta em Paulínia e marido é procurado suspeito de cometer o crime
O homem suspeito de matar a esposa nesta terça-feira (28), em Paulínia (SP), enviou mensagens pedindo perdão aos filhos após o crime. Fábio dos Santos Santiago fugiu e está sendo procurado pelo assassinato de Francine de Souza Santiago, de 40 anos.
“Eu estava em casa e a mãe dele mandou mensagem para a filha dela falando que recebeu uma mensagem do Fábio. A mensagem falando para perdoar ele, que ele foi fraco, alguma coisa assim, e pediu perdão para as crianças”.
📲 Participe do canal do g1 Campinas no WhatsApp
O relato é de uma familiar que preferiu não se identificar. Alexandre Custódio de Souza, irmão da vítima, também contou à EPTV, afiliada da TV Globo, que Francine vinha sofrendo ameaças e era agredida pelo marido porque queria se separar.
Ela era dona de casa e mãe de três filhos. “Ela querendo separar, com medo, sendo coagida por ele, ela não separava. [Dizia] que ia matar, que não ia deixar ela separar. Um mês atrás, uns 20 dias, ela separou dele. Ele falou que ia arrumar um lugar e não ia embora”, contou.
Fábio está sendo procurado por suspeita de matar a esposa Francine em Paulínia
Reprodução/EPTV
O crime
O feminicídio aconteceu na Rua Guadalajara, no bairro Santa Cecília. Segundo a Guarda Municipal, os vizinhos ouviram os gritos da vítima por volta de 8h30, mas ninguém chamou a polícia. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP), o corpo foi encontrado quando familiares foram até a casa verificar se ela estava bem.
O fogão da casa estava com as quatro bocas ligadas. Ainda de acordo com a família, apesar das idas e vindas, Fábio ainda morava na casa da vítima e teria agido logo depois que as crianças saíram para a escola. A causa da morte ainda não foi esclarecida, mas Francine estava com o pescoço e as pernas amarrados.
“Que ele pague pelo que ele fez, pela tortura que ele fez com a cabeça da criança. Pela tortura nossa, não vai ficar mais a mesma coisa. A vida nossa foi destruída com essa fatalidade que ele fez. Não pensou nos filhos, não pensou em nada. Só pensou nele, acabou destruindo a vida de muita gente”, diz Alexandre.
O carro do suspeito foi encontrado perto da refinaria de Paulínia. Foram apreendidos três celulares do autor, uma extensão e pertences da vítima. A Polícia Científica foi acionada para fazer o trabalho de perícia no local. O caso foi registrado como feminicídio na Delegacia de Paulínia.
Francine (vítima) à esquerda e Fábio (suspeito do crime) à direita
Reprodução
VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e Região
Veja mais notícias sobre a região na página do g1 Campinas.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.